Noticias

Habitação apresenta Cartão Reforma para as universidades

 

15/03/2017

A diretoria técnica da Companhia de Habitação Popular de Campinas (Cohab-Campinas) em conjunto com a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) iniciaram nesta quarta-feira, 15 de março, a apresentação do Programa Cartão Reforma para as universidades da região, sendo que a primeira foi a Faculdade Integrada Metropolitana de Campinas (Metrocamp).

 

Lançado recentemente pelo governo federal, o programa ganhou uma versão municipal que pretende beneficiar inicialmente 12.054 famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil e que queiram reformar seus imóveis. Podem se inscrever para participar do programa as famílias que residem em áreas urbanas regulares ou passíveis de regularização e, quem aderir, vai contar com subsídios para a compra de material de construção, recurso que virá, no projeto-piloto, do Fundo de Apoio à População de Sub-Habitação Urbana (Fundap), órgão administrado pela Secretaria Municipal de Habitação (Sehab).

Um dos grandes diferenciais concebidos para execução do programa é que técnicos da Cohab vão supervisionar cada etapa do projeto mas, para isso, contarão com a mão de obra de egressos do sistema prisional, numa parceria com o Instituto Liberty e com o trabalho de estagiários de diversas faculdades de engenharia civil e arquitetura.

 

O coordenador do curso de engenharia civil da Metrocamp, Paulos dos Santos, vibrou com a ideia.

 

“Nossos alunos irão se aprofundar no aprendizado participando de uma obra de engenharia civil de verdade. A teoria é importante, mas termos essa possibilidade de oferecer a eles uma realidade com a qual eles não estão acostumados será diferente e edificante”, completou.

 

Para o diretor regional do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Márcio Benvenutti, que também foi convidado para a apresentação, o projeto é um sonho.

 

“Nós já desenvolvemos junto com vários setores da Prefeitura um projeto importante que é o “Tijolo Ecológico. Agora temos a possibilidade de ampliar nossa atuação através de um grande projeto social integrado que já resolvi chamar de Habitar Inteligente”, afirmou.

 

Segundo a assessora especial da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), Andrea Santos de Deus, que fez a apresentação do projeto, as comunidades têm sempre muitas demandas a serem atendidas.

 

“A ideia é ampla porque nossa proposta é a de desenvolver um projeto sócio-econômico. Nosso foco é a regularização fundiária, porém a gente percebe que as famílias apresentam muitas outras necessidades que podem ser atendidas. A solução está nas parcerias e, você sabe, quando o projeto é bom e viável os parceiros se aproximam, disse Andrea.

 

O diretor técnico da Cohab-Campinas, Jonatha Roberto Pereira, disse que o programa também vai ser apresentado a outras universidades.

 

“Como diretor da empresa e professor de universidade eu acho extremamente importante inovar, principalmente, quando essa inovação vem através de uma parceria com o setor público onde a realidade é outra, bem diferente”, pontuou.

 

O projeto será desenvolvido inicialmente no Núcleo Residencial Jossiara, na região do Ouro Verde e no Núcleo Residencial Bairro da Conquista, na região Sul. Após, será expandido para outros núcleos até atingir a meta de 12.054 famílias.

 

O Programa

 

O secretário municipal de Habitação e presidente da Cohab-Campinas, Samuel Rosilho, apresentou no dia 17 de janeiro, no Ministério das Cidades, em Brasília, o plano de adesão do município ao Cartão Reforma, programa lançado pelo presidente Michel Temer no final de 2016.

 

Acompanhado do deputado federal, Carlos Sampaio, que agendou o encontro, Rossilho apresentou ao ministro das cidades, Bruno Araújo, a proposta de firmar uma parceria entre a Prefeitura de Campinas, universidades e reeducandos do sistema prisional para a execução do programa no município.

 

A proposta inédita agradou ao ministro que pretende utilizar a versão campineira como modelo para o restante do país. Os recursos virão do Fundo de Apoio à População de Sub-habitação Urbana (Fundap) que possui em caixa aproximadamente R$ 30 milhões, montante que está disponível para ser aplicado no projeto.

 

Critérios para seleção

 

Já foram definidos os critérios de corte, são eles: renda bruta familiar mensal de até R$ 1,8 mil; o contemplado tem de ser proprietário do imóvel e morar nele; ter mais de 18 anos ou ser emancipado; não possuir restrições no cadastro habitacional ou de renda. O imóvel também precisa ser residencial.

 

Os beneficiários do programa devem especificar que tipo de obra desejam realizar e escolher apenas um item entre os seguintes: reforma ou construção de banheiro; construção de fossa e sumidouro; ampliação de imóvel com a construção de mais quartos; reforma ou substituição do telhado, reboco e pintura; substituição de instalações elétricas e hidráulicas e melhorias em moradias depreciadas.

localização da cohab campinas
webmail cohab campinas
Horário de atendimento ao público de segunda a sexta-feira:

SERVIÇOS DE COBRANÇA - (CCOB) - 08:00 às 16:30h

ORIENTAÇÕES LIQUIDAÇÕES E FUNDOS - (CLFU)- 08:00 às 16:00h

ORIENTAÇÃO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - (CSOC) - 08:00 às 14:00h

ORIENTAÇÕES (TRANSFERÊNCIA E COMERCIALIZAÇÃO) CADASTRO E ATUALIZAÇÃO - (CCOM e CSOC) - 08:00 às 16:00h

SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - (SIC) - TRIAGEM E INFORMAÇÕES GERAIS - ORIENTAÇÕES FUNDAP/SEHAB - 08:00 às 16:30h


Clicando aqui você terá informações detalhadas a respeito de todos atendimentos realizados pela Cohab.

Atendimento Web
Ouvidoria Cohab Campinas
Informações sobre concurso público
Portal da transparência
Acervo cultural
Acervo cultural