Noticias

Ministério das Cidades escolhe PAC Anhumas como “Estudo de Caso”

 11/12/2014

Uma equipe de técnicos do Ministério das Cidades está em Campinas durante toda a semana com o objetivo de colher informações sobre o Projeto Vila Parque  Anhumas implementado na região Leste do município, ao longo do Ribeirão Anhumas.

O projeto, inscrito no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal vai ser utilizado posteriormente pela Comissão de Contratos do PAC como forma de avaliar e normatizar junto às prefeituras a melhor forma de utilização dos recursos.

Segundo a analista de infraestrutura do Ministério das Cidades, Endyra de Oliveira Russo, além de reuniões já agendadas com técnicos da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) e da Companhia de Habitação Popular de Campinas (Cohab-Campinas), há uma série de tarefas elencadas, entre as quais, está a aplicação de um questionário junto à população beneficiada pelo projeto. “O objetivo maior deste grupo de trabalho conjunto é desenvolver um projeto pós-ocupação, avaliar as intervenções e, ao fim dos trabalhos, retirar um modelo lógico de avaliação dos projetos”, destacou.

Para a secretária de Habitação e presidente da Cohab-Campinas, Ana Maria Minniti Amoroso, é importante que haja uma perfeita integração entre os técnicos daqui e de Brasília a fim de projetar o uso racional dos recursos federais.“Esse procedimento vai acontecer em todo o Brasil porque é de suma importância avaliar as intervenções  que estão sendo feitas com o dinheiro público. Para se ter uma idéia essas intervenções, quer sejam ambientais ou de saneamento integrado, são revestidas de grande complexidade e precisam gerar indicadores, para nós e para o Ministério das Cidades”, avaliou.

PAC Anhumas

O Projeto Vila Parque Anhumas foi implementado na região Leste de Campinas, ao longo do Ribeirão Anhumas, com início na passagem do Ribeirão Anhumas sob a Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul), no entroncamento com a Rua Mogi das Cruzes, e término na Rodovia SP-65 (Rodovia Dom Pedro I), nas proximidades do Núcleo Residencial Gênesis, num trecho de 5,2 km.

A partir de 2005, o local foi objeto de intervenção de políticas públicas por se caracterizar como área de inundação, de onde aproximadamente 400 famílias foram removidas para o Residencial Vila Olímpia, na região Norte.
Para viabilizar as obras, o município inscreveu  o projeto no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal, aprovado posteriormente com a reserva de R$ 37 milhões.
Além da construção do Núcleo Residencial Guaraçaí e da regularização fundiária dos lotes, as intervenções do PAC incluíram remoção total dos núcleos irregulares estabelecidos na região desde a década de 70; recuperação ambiental das Áreas de Preservação Permanente (APP),  instalação de redes de água e esgoto, coletor tronco e estação elevatória; pavimentação e iluminação pública; construção de unidades habitacionais para reassentamento de famílias do Núcleo Residencial Guaraçaí,além da regularização fundiária dos núcleos Gênesis e do próprio Guaraçaí.
Entre as obras complementares, também foram instalados no trecho um clube municipal, quadras de futebol de areia e grama, ciclovia, pista de caminhada e praças de convívio, um parque infantil e o Centro Comunitário do Núcleo Residencial Guaraçaí.

localização da cohab campinas
webmail cohab campinas
Horário de atendimento ao público de segunda a sexta-feira:

SERVIÇOS DE COBRANÇA - (CCOB) - 08:00 às 16:30h

ORIENTAÇÕES LIQUIDAÇÕES E FUNDOS - (CLFU)- 08:00 às 16:00h

ORIENTAÇÃO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - (CSOC) - 08:00 às 14:00h

ORIENTAÇÕES (TRANSFERÊNCIA E COMERCIALIZAÇÃO) CADASTRO E ATUALIZAÇÃO - (CCOM e CSOC) - 08:00 às 16:00h

SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - (SIC) - TRIAGEM E INFORMAÇÕES GERAIS - ORIENTAÇÕES FUNDAP/SEHAB - 08:00 às 16:30h


Clicando aqui você terá informações detalhadas a respeito de todos atendimentos realizados pela Cohab.

Atendimento Web
Ouvidoria Cohab Campinas
Informações sobre concurso público
Portal da transparência
Acervo cultural
Acervo cultural