Notícias

Cohab busca auxílio da iniciativa privada para tentar baratear custo de moradia popular

 

Edison Souza
24/04/2013

A diretora técnica da Companhia de Habitação Popular de Campinas (Cohab-Campinas), Ana Amoroso, e o gerente do setor, Dagoberto Degan Melchert, visitaram a sede da Brasilit, em São Paulo, nesta terça-feira, 23 de abril. O objetivo foi verificar as novas tecnologias oferecidas pela empresa na construção de moradias populares.

Empresa do Grupo Saint Gobain, especialista em soluções para a construção civil, a Brasilit desenvolve uma tecnologia de construção a seco já aplicada como projeto-piloto em 40 casas financiadas pelo Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), na cidade de Ponta Grossa, no Paraná. O projeto serviu como laboratório da empresa para testar a aceitação dos beneficiários em relação ao novo sistema construtivo. Este tipo de construção é muito raro no Brasil.

Segundo o diretor de projetos e marketing da Saint Gobain, Paulo Perez, o sistema construtivo a seco é uma fórmula leve de construção, que substitui a alvenaria tradicional. “O composto industrializado utilizado é baseado em uma estrutura de perfis leves de aço, revestida de diversos materiais, sendo que o revestimento exterior é feito com placas de fibrocimento e sem amianto, ajudando a preservar o meio ambiente”, explicou Perez.

O sistema já é muito utilizado em 64 países, como Estados Unidos, Canadá, Chile, Japão, Austrália e Nova Zelândia, nações que frequentemente sofrem com terremotos e abalos sísmicos e cujas edificações atingidas são prontamente reconstruídas. O ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal já enquadraram este novo modelo nas regras do PMCMV.

Para a diretora técnica Ana Amoroso, uma das vantagens está na velocidade da construção, pois, se uma casa convencional popular chega no ponto para receber acabamento, em média, em 40 dias, com a tecnologia proposta o prazo cai para oito ou nove dias.“Além do conforto térmico e acústico, a construção não gera lixo, entulho e nem gasta água. As primeiras unidades no sistema ‘steel frame’ foram construídas em agosto do ano passado. Vamos agendar uma visita aos moradores de Ponta Grossa para ouvir deles sobre o quanto estão satisfeitos com a novidade”, adiantou.  

De acordo com o secretário de Habitação e presidente da Cohab-Campinas, Ricardo Chiminazzo, o que mais os técnicos do setor têm feito é se esmerar na busca de soluções para habitação.“O prefeito Jonas Donizette nos pediu pessoalmente e nosso objetivo tem sido, cada vez mais, encontrar alternativas viáveis para a construção de moradias dignas para o município”, garantiu.

As unidades que venham a ser construídas com a nova tecnologia serão destinadas a pessoas que estão fora da Faixa 1do PMCMV, cuja renda familiar está acima de R$ 1,6 mil e abaixo de R$ 3 mil.

 

 

localização da cohab campinas
webmail cohab campinas
Horário de atendimento ao público de segunda a sexta-feira:

SERVIÇOS DE COBRANÇA - (CCOB) - 08:00 às 16:30h

ORIENTAÇÕES LIQUIDAÇÕES E FUNDOS - (CLFU)- 08:00 às 16:00h

ORIENTAÇÃO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - (CSOC) - 08:00 às 14:00h

ORIENTAÇÕES (TRANSFERÊNCIA E COMERCIALIZAÇÃO) CADASTRO E ATUALIZAÇÃO - (CCOM e CSOC) - 08:00 às 16:00h

SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - (SIC) - TRIAGEM E INFORMAÇÕES GERAIS - ORIENTAÇÕES FUNDAP/SEHAB - 08:00 às 16:30h


Clicando aqui você terá informações detalhadas a respeito de todos atendimentos realizados pela Cohab.

Atendimento Web
Ouvidoria Cohab Campinas
Informações sobre concurso público
Portal da transparência
Acervo cultural
Acervo cultural