Noticias

Mais 200 famílias são contempladas com apartamentos do Minha Casa Minha Vida

Edison Souza e Rita Hennies
26/02/2012

O sábado começou de uma maneira especial para mais 200 famílias participantes do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), removidas de áreas de risco e beneficiárias do Auxílio Moradia, em Campinas. É que elas foram contempladas com apartamentos da terceira etapa do Residencial Jardim Bassoli, localizado na região do Campo Grande, neste sábado, dia 24 de março.

O sorteio aconteceu na sede da Companhia de Habitação Popular de Campinas (Cohab), numa solenidade que contou com a presença do prefeito Pedro Serafim, do secretário de Habitação e presidente da Companhia de Habitação Popular de Campinas (Cohab-Campinas), Clélio Leme, do secretário-chefe de gabinete, Alcides Mamizuka, da gerente da Caixa Econômica Federal Maria Teresa Rodrigues, do vereador Jairson dos Anjos (Canário), representando a presidência da Câmara de Vereadores de Campinas, além de outros vereadores, representantes de entidades ligadas à questão da habitação no município e de convidados.

Desde dezembro de 2010, época em que foram sorteadas as primeiras unidades habitacionais viabilizadas pelo programa em Campinas, a Secretaria de Habitação já contabiliza 1.022 famílias atendidas, nos residenciais Jardim Bassoli e Santa Lúcia, localizados na regiões Nororeste e Sudoeste.

Em seu discurso, o prefeito Pedro Serafim, lembrou que o sorteio de moradias do Minha Casa Minha Vida é um evento muito especial para a população. Segundo Serafim, a atual administração está dando continuidade ao trabalho que as administrações passadas começaram, mas destacou que o empenho maior para que a entrega de unidades habitacionais a famílias de baixa renda ocorresse em Campinas vem do corpo de funcionários do setor. "Eles sentem dor no coração cada dia em que têm de atender pessoas em situação de risco e abandono. Eu garanto que esse momento de felicidade é principalmente compartilhado por eles", pontuou.

O secretário de Habitação e presidente da Cohab-Campinas, Clélio Leme, reafirmou o compromisso da atual administração, que está empenhada em transformar o PMCMV na garantia de que o município poderá ter um crescimento ordenado e controlado, a fim de evitar o surgimento de novos loteamentos clandestinos ou ocupações irregulares no perímetro urbano do município. "Muito mais do que buscar zerar o déficit habitacional e entregar moradias dignas a essas pessoas, o que já representa um trabalho imenso, nosso objetivo com o Minha Casa Minha Vida é ordenar o crescimento de Campinas e tentar conter as invasões de maneira mais eficiente, obedecendo a lei e os critérios do programa", ressaltou Leme.

A gerente de atendimento a órgãos públicos da Caixa Econômica Federal, Maria Teresa Rodrigues, destacou o empenho da Prefeitura para viabilização do Minha Casa Minha Vida em Campinas. "Quero ressaltar o papel da Prefeitura nesse projeto, porque a administração teve vontade e compromisso para tocá-lo em frente, junto com o Governo Federal e a Caixa".

O vereador Jairson dos Anjos, o Canário, que representou a presidência da Câmara Municipal de Campinas no evento, ratificou as palavras da representante da Caixa Econômica Federal. "Eu quero parabenizar o prefeito e o secretário pelo trabalho. Não é a toa que o secretário Clélio Leme está à cargo do setor de Habitação, ele vem há muitos anos atuando junto aos movimentos populares de moradia", externou.

Já o secretário-chefe de gabinete da Prefeitura, Alcides Mamizuka, enfatizou a importância do Programa Minha Casa Minha Vida não só em nível nacional. "O programa é tão importante que representantes de outros países têm vindo ao Brasil para saber como funciona. E o nosso prefeito tem ido a Brasília para tentar trazer mais moradias para Campinas, porque ainda tem muitas famílias vivendo em áreas de risco e em condições precárias na cidade", garantiu.

Felicidade

Após o sorteio o que mais se viu foram pessoas indo embora contentes, como foi o caso da faxineira Maria de Lourdes Lima da Cruz. Ela contou que morava em uma área de risco no Jardim Florence II e que sempre saia de casa preocupada." Eu fui contemplada com um apartamento no Bloco L, Torre 3 e nem sei como explicar a felicidade que estou sentindo neste momento. Não tem como explicar, eu estou feliz demais principalmente porque agora posso sair tranqüila para trabalhar", concluiu.

Mesmo sentimento também demonstrou o mecânico Rubens Luis, ex-morador em uma área de risco no Jardim Satélite Íris II. "Eu esperava pela minha casa própria há mais de 20 anos e em vários momentos achei que ela nunca ia sair do papel. Acabei de formar uma nova família e finalmente terei paz para viver com minha esposa", disse Luís.

A autônoma Claudia Costa da Silva também destacou que está muito satisfeita com o apartamento que vai ocupar na Torre 2 do Bloco K. "Olha, vai ser bom pra todos nós porque é uma nova vida que está começando pra gente, né? A partir de hoje acabou o sofrimento, a preocupação e agora é só alegria", afirmou.

Apoio Social

Todos os moradores da terceira etapa do Bassoli serão integrados a um Plano de Trabalho Técnico Social (PTTS), a ser realizado pela Cohab-Campinas, durante 12 meses, período em que as famílias que moravam em áreas de risco receberão orientações em diversas frentes, com o objetivo de resgatar a cidadania dos beneficiados do PMCMV.

Por meio desse trabalho, as pessoas recebem noções sobre coleta seletiva do lixo, como funciona a vida em um condomínio, economia doméstica, já que terão de arcar com custos fixos mensalmente, e outras frentes importantes para o dia a dia das famílias.

A Caixa Econômica Federal é responsável pelo financiamento e acompanhamento da execução dos trabalhos.  Já a Prefeitura, por meio da Secretaria de Habitação (Sehab) e da Companhia de Habitação Popular (Cohab-Campinas), tem a função de elaborar o PTTS, disponibilizar profissionais para executar as ações e apresentar relatórios financeiros e de atividades à Caixa. Serão investidos R$ 203 mil para esse fim, previstos no PMCMV.

 

localização da cohab campinas
webmail cohab campinas
Horário de atendimento ao público de segunda a sexta-feira:

SERVIÇOS DE COBRANÇA - (CCOB) - 08:00 às 16:30h

ORIENTAÇÕES LIQUIDAÇÕES E FUNDOS - (CLFU)- 08:00 às 16:00h

ORIENTAÇÃO REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA - (CSOC) - 08:00 às 14:00h

ORIENTAÇÕES (TRANSFERÊNCIA E COMERCIALIZAÇÃO) CADASTRO E ATUALIZAÇÃO - (CCOM e CSOC) - 08:00 às 16:00h

SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - (SIC) - TRIAGEM E INFORMAÇÕES GERAIS - ORIENTAÇÕES FUNDAP/SEHAB - 08:00 às 16:30h


Clicando aqui você terá informações detalhadas a respeito de todos atendimentos realizados pela Cohab.

Atendimento Web
Ouvidoria Cohab Campinas
Informações sobre concurso público
Portal da transparência
Acervo cultural
Acervo cultural